Poque eu preciso calibrar os instrumentos de medição da empresa?

14/09/2017

O item 7.6 - Controle de equipamento de monitoramento e medição, da ISO 9001, especifica que a organização deve determinar o monitoramento e medição a serem realizados e o equipamento de monitoramento e medição necessário para fornecer evidências da conformidade do produto com os requisitos determinados. A organização deve estabelecer processos para assegurar que o monitoramento e a medição possam ser realizados e sejam executados de uma maneira consistente com os requisitos de monitoramento e medição. Quando necessário para assegurar resultados válidos, o equipamento de medição deve a) ser calibrado ou verificado, ou ambos, a intervalos especificados, ou antes do uso, contra padrões de medição rastreáveis a padrões de medição internacionais ou nacionais.

As medições são feitas por comparação, isto é, pega-se uma medida padrão qualquer - um peso, por exemplo - e se compara com aquilo que se quer medir. Um instrumento de medição é um dispositivo que facilita essa comparação. A balança, por exemplo, é um instrumento que auxilia a comparação entre um padrão de massa (peso padrão) e o objeto que se está pesando.

Acontece que nenhum instrumento de medição, por mais sofisticado que seja, consegue apresentar um resultado exato. Quer dizer, por definição não existe instrumento de medição que apresente um resultado exatamente igual ao valor real do objeto que se está medindo.

Esses instrumentos sempre trabalham dentro de uma faixa de incerteza conhecida. Quanto menor a incerteza, maior a qualidade metrológica do instrumento ou padrão, e vice-versa. Dessa maneira, caso alguém precise fazer uma medição extremamente precisa, deve usar padrões e instrumentos com alta qualidade metrológica. Dosar os componentes de um medicamento, por exemplo, requer instrumentos desse tipo. Ao contrário, uma medição doméstica não exige alta qualidade metrológica: Uma medida de volume usada em culinária, por exemplo.

Existem instrumentos de medição e padrões metrológicos adequados para cada finalidade. Porém, eles necessitam ser calibrados. O que é, então, a calibração? Para simplificar, calibração é o processo de comparação entre o instrumento a ser calibrado e padrões de qualidade metrológica adequada. O desvio existente entre o resultado apresentado pelo instrumento passa a ser conhecido e é levado em conta quando o instrumento é utilizado. Em muitos casos, após a calibração o instrumento pode ser ajustado, de modo a reduzir os erros de medição.

Com o passar do tempo e com a utilização, os instrumentos de medição perdem qualidade metrológica, ou seja, a incerteza passa a ser maior. A calibração permite conhecer as discrepâncias apresentadas pelo instrumento e, eventualmente, ajustá-lo para reduzi-las.